segunda-feira, 27 de abril de 2009

Déjà vu

Por Leonardo Resende


Sabe aquela estranha sensação de “já vi esse filme antes”? Pois é justamente ela que define o que foi o primeiro confronto da final do Campeonato Carioca, novamente disputada entre Flamengo e Botafogo diante de 58 mil pagantes no Maracanã.

O rubro-negro fez o primeiro gol, o alvinegro virou o jogo e, quando tudo parecia ser favorável ao time de General Severiano, os dois melhores jogadores do elenco (Reinaldo e Maicosuel) se machucam ao mesmo tempo, com o camisa 10 já sendo descartado para o próximo confronto. Sem opções no banco, ambos tiveram de ser substituidos por jogadores de nivel muito inferior, o que causou um natural recuo do time.
O time da Gávea cresceu, pressionou e, por fim, foi premiado com o gol de empate, que novamente contou com a colaboração do zagueiro Emerson (aquele mesmo que marcou, contra, o gol do título rubro-negro no segundo turno). Resultado final: 2x2, placar que mais se repetiu na história recente de confrontos entre os dois times.

Além do placar e do azar seguido de lamentações dos alvinegros, o filme também se repetiu quanto ao público presente no estádio (com maioria esmagadora de torcedores do Fla) e ao esquema de jogo das duas equipes.
Se por um lado o Botafogo teve menos posse de bola e errava mais passes, por outro atacou sempre com maior intensidade e objetividade que o adversário. Já o rubro-negro, chutou muito pouco, não soube transformar em chances de gol o tempo que teve com bola nos pés e o grande aproveitamento dos passes dos seus jogadores.

Resumo da ópera, assim como já vimos milhões de vezes nos anos anteriores, o Flamengo possui a melhor defesa, mas em contrapartida, conta com um ataque sofrível, o que o torna extremamente dependente de seus laterais e meias. Por outro lado, o Botafogo conta com o melhor setor ofensivo (Maicosuel, Reinaldo e Victor Simões dão banho de bola em Zé Roberto, Emerson e Josiel), mas tem uma defesa não muito confiável e não possui boas peças de reposição em seu elenco, ao contrário do seu adversário.

Dá para arriscar um palpite para o segundo e decisivo jogo que vai definir o campeão carioca de 2009? Aposto no Flamengo, principalmente porque o Botafogo não contará com o seu principal jogador, o meia Maicosuel e também corre sério risco de perder o atacante Reinaldo. Mas, antes de me crucificarem, digo que o alvinegro tem sim chances reais de conquistar o título, mas não é o favorito para tal.

E você leitor, concorda? Quem você acha que será o campeão? Deixe seu recado através dos comentários.

3 comentários:

  1. Confio no título do Mengão. Deixaram o time chegar, agora ngm segura...

    vlw abs

    ResponderExcluir
  2. "Tem coisas que só acontecem ao Botafogo", já diria Stanislaw Ponte Preta. Mas acho que o fato do Flamengo ter empatado torna a partida aberta, igual - se o placar tivesse terminado em 2 a 1, Ney Franco escalaria um Botafogo recuado, ainda mais por estar sem o Maicosuel.

    Bom, teria sido mais justo se o Juan também desfalcasse o Flamengo. Uma vergonha a atitude dele.

    Abraços, e está ótimo o blogue!

    Vinícius Faustini

    www.otempoeoplacar.blogspot.com

    www.diariodeumsalafrario.blogspot.com

    www.emocoesrc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ola visitei seu blog e gostei muito e gostaria de convidar para acessar o meu também e conferir a postagem desta semana: Sim ao futebol-arte!
    Sua visita será um grande prazer para nós.
    Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
    Atenciosamente,
    Sebastião Santos.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário aqui, ele é muito importante e é o que motiva a levar o Rio Futebol adiante.

Muito obrigado!!