sábado, 2 de outubro de 2010

Quando uma contratação dá certo

É sempre bom quando uma nova aquisição de um clube dá frutos dentro de campo e atende às expectativas de todos.

Nesse novo Vasco, Éder Luis e Zé Roberto são os melhores exemplos de contratações que deram muitíssimo certo.

Antes coadjuvantes em seus clubes (Éder ofuscado por Tardelli no Atlético MG e Zé por Adriano e Petkovic no Flamengo), agora ambos são os comandantes do ataque vascaíno nessa boa campanha de recuperação da equipe. Estão jogando demais!!!

Os triunfos sobre Santos e Goiás, dois duelos dificílimos diga-se de passagem, tiveram a assinatura da dupla.

Agora o Gigante da Colina já vê a zona de degola cada vez mais longe.

A torcida agradece, e respira aliviada!


PS: Ah, e quanto a Felipe e Carlos Alberto, prefiro nem me manifestar. São dois jogadores de nível técnico excepcional, porém passam mais tempo passeando de chinelo pelo departamento médico do que em campo. Os vascaínos que me perdoem, mas não dá pra contar com nenhum dos dois...

Leonardo Resende
adm.riofutebol@gmail.com

Quer colaborar com o Rio Futebol? Entre em contato através do e-mail ou dos comentários!

5 comentários:

  1. Criei um blog sobre meu time de coração que é Fluminense e gostaria de perguntar
    se você poderia me ajudar fazendo uma parceria de link comigo,desde já muito
    obrigado e parabéns pelo seu blog:
    http://fluzaoeterno.blogspot.com/

    Fluzão Eterno

    ResponderExcluir
  2. Eu acho o Zé Roberto muito soninho. É bom jogador, mas some muito do jogo.

    Éder tem sido um show. Melhor contratação disparado, e era o menos badalado do quarteto.

    Felipe vinha jogando bem, buscando jogo, mas infezlimente se machucou. Vamos ver por qt tempo o jogador ficará no buraco negro do Depto Médico.

    ResponderExcluir
  3. Leonardo,

    que bom que está de volta à ativa... Sobre as contratações, acho que a melhor mesmo foi a do Éder Luís.

    Zé Roberto ontem estava MORTINHO em campo na hora de fazer o gol. E quando ele tá cansado, parece uma barata tonta em campo. Éder é que tem sido mais decisivo, se apresentado bem, e feito grandes jogadas.

    Sobre Felipe, estou achando que ele vem se recuperando, ontem ele foi decisivo quando o Vasco estava perdendo. Deu pra ver que ele se apresentava pra iniciar jogadas, pra chutar, tentando chamar os companheiros pro jogo numa hora difícil. Na segunda etapa, sem ele, o Vasco caiu muito, se recuperou e venceu de virada na base da vontade.

    Sobre o Carlos Alberto, acho que é fatalidade mesmo. Tá num ano muito ruim, e talvez esteja sentindo as botinadas que sofreu na Série B. Mas, hoje, eu deixaria ele na reserva.

    Abraços,

    Vinícius Faustini

    ResponderExcluir
  4. E ai Leonardo, blz.
    Vim retribuir a visita.
    Parceria sempre são bem vindas.
    Já estou como seu seguidor e seu link já esta no meu blog.
    Um grande abraço e espero o seu retorno.

    BLOG DO CLEBER SOARES
    www.clebersoares.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Fala Leonardo,

    Que bom que o blog voltou!

    Quanto ao texto, Éder Luís é, de longe, o melhor reforço. Zé Roberto fez boas partidas, mas ainda está longe de seu melhor. Felipe precisa ter uma sequência para se firmar fisicamente.

    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário aqui, ele é muito importante e é o que motiva a levar o Rio Futebol adiante.

Muito obrigado!!